Xangô d' Jacutá - | Templo E. Pai Oxoce |

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Xangô d' Jacutá


É o senhor do edun-ará, a pedra de raio.

Conta o mito que o reino de Jacutá foi atacado por guerreiros de povos distantes, num dia em que seus súditos descansavam e dançam ao som dos tambores. Houve muita correria, muita morte, muitos saques. Jacutá escapou para a montanha seguido de seus conselheiros, de onde avistava o sofrimento de seu povo. Irado, o rei chamou sua mulher Yansã, que, chegando com o vento, levou consigo a tempestade e seus raios. Os raios de Yansã caíram como pedras do céu, causando medo aos invasores, que fugiram em debandada. Mais uma vez, Jacutá fora acudido por Yansã, e mais, sua eterna amante deu-lhe, dessa feita, o poder sobre as pedras de raio, o edun-ará.

Gente de Jacutá tem espírito de um velho pensador, justiceiro, incansável, brutal, colérico, impiedoso, preocupado com a causa dos outros.

 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal